Parceiros

Coletivos

Coletivo Cênico Tenda Vermelha (PE)

O Coletivo Cênico Tenda Vermelha é um grupo de pesquisa em dança contemporânea e teatro que tem como objetivo refletir sobre o espaço do feminino e do sagrado na sociedade contemporânea. O coletivo surgiu a partir da inquietação artística de três mulheres que foram convidadas, no mesmo tempo/espaço, a seguirem o fluxo de uma das jornadas mais intensas da heroína, o chamado para à maternidade. O Coletivo Cênico Tenda Vermelha é composto pelas artistas: Ana Luiza Bione, Janaina Gomes e Íris Campos. Em parceria com Unaluna - Pesquisa e Criação em Arte, o coletivo criu o espetáculo Cara da mãe, contemplado com o Prêmio Funarte Klauss Vianna de Dança - 2013, com direção e dramaturgia de Luciana Lyra.

Coletivo Rachado de Hera (SP)

O Coletivo Rachado de Hera é um coletivo híbrido, estrangeiro entre si, com artistas que levam bagagens distintas de suas experiências profissionais, que vem investigando o universo arquetípico feminino e o diálogo, na cena, entre planos dramáticos, destas pesquisas surgiram o espetáculo Réquiem (texto de Hanoch Levin, dirigido por Francisco Medeiros, produzido e idealizado por Dinah Feldman e Priscilla Herrerias) e As três mulheres sabidas (direção de André Garolli e Luciana Viacava, com as mesmas atrizes e produtoras no elenco). Réquiem  foi indicado, em 2009, ao Prêmio Cooperativa Paulista de Teatro como grupo revelaçãom contemplado pelo 2º Concurso Centro da Cultura Judaica de Montagem Teatral de 2007,indicado ao Prêmio Shell 2009 (direção e figurino) e ao 3º Prêmio Contigo! Teatro (melhor espetáculo na categoria drama, figurino e cenário) e ao Prêmio Cooperativa Paulista de Teatro (direção, espetáculo apresentado em sala convencional, além de Cia. revelação). Além de quatro temporadas na cidade de São Paulo, o espetáculo participou de inúmeros festivais, apresentando-se nas cidades de Recife, Florianópolis, Curitiba entre outras. Além destas apresentações, o espetáculo foi selecionado pelos editais PROAC Circulação, do governo do estado de São Paulo e VIAGEM TEATRAL, promovido pelo SESI/SP. Em 2011, Dinah e Priscilla criam e produziram junto à Cia. Dedo de Prosa o espetáculo para crianças As três mulheres sabidas, contemplado pelo 15º. Cultura Inglesa Festival, edital ProAc Circulação 2012/2013, Circuito Cultural Sesi, entre outros.  Atualmente, em parceria com Unaluna - Pesquisa e Criação em Arte, o Coletivo vem desenvolvendo o projeto "É muro rachado de hera", com encenação e dramaturgia de Luciana Lyra. Além de Dinah Feldman, Priscila Herrerias, o coletivo conta com as atrizes Mariana Mayor, Raiça Bonfim, Zenaide Paludo e assistente de direção e dramaturgia Stella Garcia.

Coletivo Cênico Joanas Incendeiam (SP)

O Coletivo Cênico Joanas Incendeiam consolidou-se em 2010, resultado de uma parceria de longa data. As integrantes conheceram-se na Universidade Estadual Paulista, no ano de 2003, quando desenvolveram diversos trabalhos juntas e integraram o Grupo Atrás do Grito de Teatro, projeto de extensão “Teatro Didático da UNESP” do Instituto de Artes, coordenado pelo Prof. Dr. Reynúncio Lima. Com este grupo participaram de três espetáculos: “Amar”, criação coletiva (2004-2005); “In Dependência ou out”, dirigido por Osvaldo Anzolin; “Reflexos e Reflexões”, processo colaborativo com direção de Camila Andrade. Ao sair da universidade, o desejo de formar um coletivo de pesquisa era grande. A fome de criar um grupo que respondesse as suas inquietações artísticas, levou o coletivo a se unir para um novo projeto. Em Julho de 2009, decidiram retomar um o exercício que haviam feito ainda na universidade a partir da obra "Homens e Caranguejos", de Josué de Castro. Associado a este desejo de transformar um experimento em espetáculo veio à feliz parceria com Luciana Lyra da Unaluna - Pesquisa e Criação em Arte. O Coletivo Cênico Joanas Incendeiam é formado pelas atrizes Camila Andrade, Beatriz Marsiglia, Juliana Mado e Letícia Leonardi.